MicrosoftWindows 10

Microsoft confirmou que parte código do Windows 10 foi roubado


A notícia surgiu no final da passada semana e dava conta de que 32TB de código do Windows 10 tinha sido roubado e tornado público. Confrontada com esta informação, a Microsoft já veio confirmar que efetivamente o código que foi tornado público faz parte do Windows 10, mas é apenas uma ferramenta usada pelos parceiros e OEMs. Alertou também que o volume de dados é muito menor do que o indicado inicialmente.

A publicação do suposto código da Microsoft terá acontecido na passada sexta feira no sitebetaarchive.com e abrangeria várias builds internas do Windows 10, o código dos drivers PnP, a pilha USB e Wi-Fi, drivers de armazenamento e até o kernel do futuro Windows 10 ARM. Esta informação ocuparia 32TB de espaço.

Esta informação foi confirmada pela Microsoft, mas tem uma grande alteração. A empresa revelou que efetivamente o código é seu, mas que é o Shared Source Kit, uma parte de código que os seus parceiros e OEMs usam. Há também uma diferença grande no volume de dados, que afinal é de apenas 1,2GB.

Apesar de ser crítico para a Microsoft que esta fuga tenha acontecido, a verdade é que o código que foi revelado está já na posse de muitos parceiros e outros elementos, não sendo por isso algo que seja um segredo dentro da empresa.

Entretanto, e desde que a notícia foi tornada pública, o site betaarchive.com já removeu o código que estava público, tendo-o entregue à Microsoft para avaliação.

O criador do site revelou que não sofreu qualquer pressão por parte da Microsoft e que a decisão de remover os ficheiros foi sua, não havendo para já uma data para que regresse.

Há, no entanto, muita informação cruzada e errada desde que a notícia foi dada pelo jornal The Register. Nem o código disponibilizado é realmente aquele que foi indicado e nem tão pouco o volume de dados é o correto. Inicialmente foi apresentado como sendo de 32TB e afinal limita-se a apenas 1,2GB.

ViaPplWare

Lucas Lemos

Criador do site TecForest, aprendi PHP aos 14 anos e desde então continuo estudando e procurando aprender mais sobre programação. Sou apaixonado por tecnologia e tenho como Hobby Blogs e Páginas. Me formei em Análise e Desenvolvimento de Sistemas em 2016, também sou Técnico em Informática e em Manutenção em Celulares.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo