BugGoogleOlharDigitalSmartphone

Google dá US$ 350 mil em prêmios para quem hackear seus smartphones

Imagem: OlharDigital
Segundo publicação da OlharDigital, o Google anunciou hoje o Project Zero, um concurso de hackers voltado para fortalecer a segurança de seus produtos. A empresa dará um prêmio de US$ 200 mil ao primeiro usuário que conseguir hackear os Nexus 5X e 6P sabendo apenas o número de telefone e e-mail associado às contas dos dispositivos.
Com esse concurso, a empresa está procurando maneiras de executar remotamente códigos maliciosos em seus smartphones. Por exemplo, um bug ou sequência de bugs que permitam que um hacker controle o dispositivo enviando e-mails ou mensagens SMS seria considerado uma entrada válida.
Se o hack exigir qualquer interação do usuário, ela pode ser apenas a abertura de um e-mail no Gmail ou de uma mensagem SMS no Messenger. Além dos US$ 200 mil ao primeiro hacker que conseguir realizar isso, o segundo hacker também receberá US$ 100 mil, e o terceiro, US$ 50 mil, de acordo com o The Next Web.
Publicidade

Regras
Para conseguir seu objetivo, os hackers podem usar qualquer versão do Android que esteja disponível para os Nexus 5X e 6P durante a duração do concurso, bem como qualquer software compatível com os dispositivos. As tentativas que o Google considerar válidas precisarão ainda ser demonstradas ao vivo antes de que a empresa ofereça o prêmio. O regulamento completo do Project Zero pode ser acessado por meio deste link.
Diferentemente de outros concursos, nos quais os concorrentes publicam de uma vez toda a série de falhas de segurança que permite que o dispositivo seja hackeado, no Project Zero é necessário publicar cada bug separadamente. Os hacks só serão considerádos válidos se cada um dos bugs que eles utilizarem tiverem sido relatados separadamente antes.

Lucas Keaton

Criador do site TecForest, aprendi PHP aos 14 anos e desde então continuo estudando e procurando aprender mais sobre programação. Sou apaixonado por tecnologia e tenho como Hobby Blogs e Páginas. Me formei em Análise e Desenvolvimento de Sistemas em 2016, também sou Técnico em Informática e em Manutenção em Celulares.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo