O Google criou um novo recurso para te ajudar a conseguir um emprego; saiba como - TecForest

NEWS

quinta-feira, 18 de maio de 2017

O Google criou um novo recurso para te ajudar a conseguir um emprego; saiba como


O Google anunciou um novo recurso que, embora esteja limitado aos Estados Unidos por enquanto, tem como objetivo facilitar a comunicação entre empresas atrás de novos funcionários e pessoas que estejam procurando emprego. Chamada de Google for Jobs, a plataforma usará inteligência artificial para classificar anúncios de vagas e oferecer sugestões melhores para seus usuários.
Durante o Google I/O, o CEO Sundar Pichai apresentou o recurso, que funciona quando o usuário utiliza o buscador para fazer alguma pesquisa relacionada à procura por empregos. Em breve, uma pesquisa do tipo apresentará resultados puxados do LinkedIn, Facebook, Careerbuilder, Monster e Glassdoor.
O buscador terá algumas ferramentas interessantes, que permitirão filtrar vagas de acordo com os objetivos do usuário. Isso incluirá a possibilidade de limitar a localização, para quem quer ou precisa trabalhar perto de casa, título do cargo, categoria, data de publicação e período de trabalho. A ferramenta também exibirá o tempo necessário de deslocamento até a empresa.
O Google também quer simplificar o incômodo processo de envio de currículo, adotando um único botão azul com os dizeres “Apply” (“Candidatar-se”, em inglês). Ao fazer isso, suas informações serão automaticamente enviadas para a empresa contratante.
O interessante disso é como o Google vai pegar as informações de várias fontes e usar a inteligência artificial para agrupá-las e apresentá-las de uma forma inteligente. Um exemplo dado por Pichai: se uma pessoa procurar por “retail” (“varejo”), existem inúmeros cargos em diversos níveis e posições associados à atividade, mas o Google poderá filtrá-los de acordo com a necessidade do usuário.
O Google promete lançar o recurso nos Estados Unidos nas próximas semanas, e garante que ele chegará a outros países no futuro, embora ainda não estabeleça prazos.
Imagem: OlharDigital