5 motivos para você passar longe do Allo, o 'WhatsApp do Google' - TecForest

NEWS

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

5 motivos para você passar longe do Allo, o 'WhatsApp do Google'


O Google lançou há pouco tempo o Allo, seu próprio aplicativo de mensagens pronto para enfrentar a predominância do WhatsApp. Após sua mais recente atualização, o aplicativo ficou ainda mais completo e cheio de recursos. Mas será que vale a pena tê-lo no celular?

O WhatsApp, afinal, ainda faz sua função básica de maneira relativamente eficiente, e possui concorrentes ainda mais completos do que o Allo - como o Telegram, por exemplo. Confira abaixo cinco motivos para você passar longe do novo aplicativo do Google.
1 - O Google está sempre de olho
Graças às funcionalidades do Assistente, você pode usar a inteligência artficial do Google para ter acesso a informações instantâneas durante suas conversas. Se por um lado isso é útil para tornar as conversas mais dinâmicas, por outro é mais uma porta aberta na sua vida para o Google entrar.
Para usar o Assistente, suas mensagens precisam passar pelos servidores da empresa, que armazena seus dados como uma forma de manter seu perfil pronto para ser oferecido (de forma anônima, claro) a anunciantes. O Google já sabe por onde você anda (Maps), ao que você assiste (YouTube) e, com o Allo, também sabe com quem e sobre o que você tem falado.
2 - O Allo não é muito seguro
O principal atrativo do Allo é o Assistente, mas não dá para chamá-lo em suas conversas se você estiver no modo "Incógnito", que ativa um sistema de criptografia ponta a ponta. Sendo assim, é mais difícil manter suas conversas em segredo do que em outros apps concorrentes.
Por isso usar o Allo é um tanto menos seguro do que outros apps, como o WhatsApp, por exemplo. Se um cibercriminoso tiver acesso a uma das suas contas do Google, ele pode também ver suas conversas no Allo. É o lado negativo dessa integração total entre os serviços da empresa.
3 - O Allo não tem chamadas de áudio e nem vídeo
O Allo pode ser útil em diversas tarefas, mas com certeza não é o melhor em termos de possibilidades de comunicação. Enquanto o WhatsApp conta com chamadas de áudio e vídeo, o Allo só permite texto - e mensagens de áudio também, mas não ligações.
A opção do Google é que você baixe um outro app, complementar ao Allo, chamado Duo, que oferece videochamadas. Faz sentido usar dois apps diferentes quando você tem o WhatsApp, que faz as duas funções sozinho? Naturalmente, não.
4 - Você não pode usá-lo no computador
O Google concebeu o Allo como uma "experiência primeiramente móvel". Ou seja, não é possível usá-lo em outros dispositivos além do seu celular ou tablet Android. Trata-se de um deslize incômodo da parte do Google, considerando que tantos concorrentes já oferecem essa funcionalidade de múltiplas plataformas.
É possível usar o WhatsApp, o Telegram, o Messenger, o Skype e quase qualquer outro mensageiro popular também no PC. Esse é um recurso muito útil para o usuário que acessa seus aplicativos no trabalho e não quer ficar de cabeça baixa olhando para a tela do celular sempre que precisar responder a alguém. Ponto negativo para o Google.
5 - Quase ninguém ainda o usa
O Allo pode ser muitas coisas que o WhatsApp não é, mas popular não é uma delas. Enquanto o mensageiro verde já está instalado em mais de 1 bilhão de smartphones e é um dos apps de comunicação mais usados no mundo, o primeiro ainda sofre para mostrar contatos online.
Este é, talvez, o principal motivo para você não usar o Allo. Se não há com quem conversar, não há por que mantê-lo no smartphone. É só mais um app ocupando espaço útil da memória, sendo que você certamente não poderá desinstalar o WhatsApp enquanto quase todos os seus contatos continuam lá. Não vale a pena, pelo menos por enquanto, apostar no Allo.