GOOGLE BLOQUEARÁ O FLASH PLAYER NO GOOGLE CHROME - TecForest

NEWS

segunda-feira, 16 de maio de 2016

GOOGLE BLOQUEARÁ O FLASH PLAYER NO GOOGLE CHROME

Segundo a Baboo, O Google anunciou recentemente que o Flash Player no Google Chrome passará a ser bloqueado por padrão em favor do HTML5.
A mudança deve entrar em vigor até o final deste ano.

GOOGLE BLOQUEARÁ O FLASH PLAYER NO GOOGLE CHROME

Apesar de ter confirmado que bloqueará o Flash Player no Google Chrome, o Google definiu uma lista com 10 sites onde o plugin não será bloqueado por padrão.
A lista com os 10 sites pode ser vista abaixo:
1 - YouTube.com
2 - Facebook.com
3 - Yahoo.com
4 - VK.com
5 - Live.com
6 - Yandex.ru
7 - OK.ru
8 - Twitch.tv
9 - Amazon.com
10 - Mail.ru
Se o usuário visitar um site que requer o Flash Player para poder ser visualizado corretamente, ainda será possível ativar o plugin para ele e outros sites.
Além do bloqueio do Flash Player no Google Chrome por padrão, a Microsoft já confirmou meses atrás que mudará a forma como o Microsoft Edge lida com o Flash Player quando lançar o Windows 10 Anniversary Update (a atualização Redstone) em julho.
Com esta mudança, o navegador do Windows 10 "pausará" automaticamente a reprodução de qualquer conteúdo em Flash que não seja central para a página que o usuário está visitando.
Conteúdo irrelevante como animações e anúncios em Flash serão exibidos no estado pausado. A reprodução só será retomada se o usuário clicar no item pausado.

Já os vídeos e jogos não serão pausados automaticamente no navegador da Microsoft.
O Flash Player está instalado atualmente em mais de 750 milhões de computadores e dispositivos móveis com acesso à internet e também é compatível com plataformas 64 bits.
Além de permitir a visualização de conteúdo multimídia, como vídeos, através do navegador, o plugin também permite a execução de aplicações Web (incluindo jogos).
Considerado como um software muito vulnerável, a situação atual do Flash Player é tão ruim que o chefe de segurança do Facebook pediu para que a Adobe acabe de vez com ele. Algumas versões do plugin também já são bloqueadas por padrão pelo navegador Firefox.